Ofertas de emprego em Roma para estudantes.

4

Bárbara, Me chamo Maria, sou nascida e criada no Brasil mas possuo dupla cidadania portuguesa porque meu pai é de Portugal. Tenho 23 anos e acabei de fazer a transferência dos meus estudos para uma universidade Romana. Estou indo para Itália no final de Agosto. Fiquei trabalhando durante um tempo no Brasil com o único intuito de guardar dinheiro para minha viagem. Eu sei que a situação na Itália no momento não é das melhores e eu sou extremamente pé no chão e realista. Não vou chegar em Roma e encontrar um emprego do dia pra noite, acredito que consigo me manter lá durante uns 5 meses sem trabalhar! (Já contando com as despesas de alimentação, transporte e moradia) mas uma hora o meu dinheiro vai acabar. É possível trabalhar e estudar ao mesmo tempo? A minha intenção não é crescer profissionalmente na Itália, é somente arrumar um emprego que sustente os meus estudos. Uma vez formada, eu pretendo voltar ao Brasil. Falo italiano fluente pois já estudei alguns meses em Florença, além de falar inglês, espanhol e claro, português. Trabalhei sempre no ramo hoteleiro. Agora te pergunto, apesar de toda essa crise, eu consigo arrumar algum emprego em Roma? Mesmo que não seja necessariamente dentro do meu ramo? Atualmente, quais cidades italianas oferecem mais oportunidades de emprego? Roma está entre uma delas? Muito obrigada pela atenção!

Comments

comments

4 RESPOSTAS

  1. Olá Maria, tudo bem?
    Se você está vindo com uma reserva financeira, tudo fica mais simples.
    Lembre-se que o custo de vida na Italia é por volta de 1000 euros ao mês, em grandes luxos, porque moradia custa caro por aqui.

    Eu sugiro que você procure emprego na sua universidade ou mesmo em hotéis, visto que tem experiência no setor. Roma é uma cidade bastante turística e para quem fala várias linguas (português, italiano e inglês são um bom atrativo para o CV) fica mais simples.

    Desejo boa sorte. A situação italiana neste momento é bastante incerta. Mas quem procura acha.

    Se ainda não tem um perfil no Linkedin essa é uma boa fase para criar um também (ajuda a encontrar emprego na sua área). Cada dia que passa as empresas começam a usar as redes sociais para encontrar os candidatos.

    Abs

    BArbara

  2. Bárbara, obrigada pela resposta!
    Estou com uma outra dúvida e não sei se você pode me ajudar, mas para não abrir um novo tópico, vou perguntar aqui mesmo:
    Como já foi dito anteriormente, eu estou indo para Itália agora fazer universidade.
    As universidades italianas são públicas mas devemos pagar uma taxa anual que é calculada de acordo com a minha renda, através de um sistema que eles chamam de ISEE. E eu estou tendo uma ENORME dificuldade de comprovar minha renda através do ISEE por ser estudante estrangeira. Aqui no Brasil nós não temos documentos que provem o status da família. Temos o imposto de Renda, mas isso não me parece suficiente. Você saberia me informar exatamente o que preciso fazer para declarar o ISEE? ou algum site que possa me informar melhor? Porque nem a universidade e nem o próprio consulado italiano do Rio de Janeiro souberam me informar exatamente o que fazer, e se eu não o fizer vou ter que pagar as taxas integrais, que podem passar dos €2.000 anuais!!
    Aguardo sua resposta, muito obrigada novamente!

  3. Oi MAria, me chamo Tatiane e tambem pretendo ir para italia estudar no proximo ano, e estou precisando de algumas dicas. Seraque a gentepode se corresponder? Meu email e tatianekesia@hotmail.com obrigada tati

  4. Oi Maria, tudo bem?
    O ISEE você faz em um CAF (patronato italiano). Não sei se aceitam documentação brasileira, para dizer a verdade acho bem difícil porque esse é um benefício de quem é residente na Italia. Isso significa que no primeiro ano você paga a tarifa anual universitária a preço cheio, nos anos seguintes poderá tentar obter um desconto com o ISEE referente ao ano anterior.
    Um abraço,
    Barbara

    PS. 2000 euros anuais é muito pouco, se você comparar com o preço das mensalidades universitárias brasileiras que chegam a mais de 1000 reais por mês! Além disso você ainda deve somar as despesas para se manter aqui, acho difícil se manter com menos de 800 euros ao mês, vivendo uma vida super econômica! Eu sugiro que você pesquise bolsas de estudo oferecidas pelo governo brasileiro para quem quer se formar no exterior. Cheguei a dar algumas dicas sobre isso no Brasil na Italia, por exemplo: http://www.brasilnaitalia.net/2012/01/inscricao-para-bolsas-de-estudo-na-italia-ate-31012012.html (essa já venceu, mas aqui você encontra os links das instituições que deve ficar ligada!)

Se você sabe, responda:

Please enter your comment!
Please enter your name here