ESCOLA DE DANCA

4

EU SOU BRASILEIRO EMORO NA AUSTRALIA POR SETE ANOS ENSINE DANCAS BRASILEIRAS LA, AGORA GOSTAIA DE MONTAR UMPROJETO NA ITALIA JA ESTIVE LA NA CIDADE MOLFETTA O ANO PASSADO E A CIDADE É PERFEITA PARA O PROJETO, QUERO ABRIR UMA ESCOLA DE DANCA, SERA QUE E DIFICIL? PRECISO DE UM CAPITAL MAIOR QUE 10 MIL EUROS? NAO TENO VISTO OU CIDADANIA TALIANA, O VISTO SERIA ME DADO AUTOMATICAMENTE POR FAVOR ME AJUDE…

RICARDO

Comments

comments

4 RESPOSTAS

  1. Certamente você precisa de um capital beeem maior do que 10 mil euros.
    Só com as despesas de contador (commercialista) e para os impostos normais de 1 ano de atividade vão uns 5 mil euros. Depois você tem que pagar o aluguel, decorar, pagar as contas de luz, de aquecimento, de telefone…

    Eu sugiro que você procure a camera di commercio local e peça ajuda para eles. Mas honestamente, com 10 mil euros você nem abre, o que dirá aguentar o primeiro ano que é sempre o mais difícil até que consiga realmente ter algum lucro…

    Abs

    Barbara

  2. Uma alternativa seria trabalhar para alguma academia de ginástica, para começar a ser conhecido na região e juntar o pé de meia para então partir… Boa sorte!

  3. a academia so funcionaria a noite, durante o dia eu poderia trabalhar em academias de musculacao informalmente como professor, se eu tiver 5 mil dolares, o aluguel, e mais dez mil eles me dariam o direito de abrir a escola e viver la”com o visto, tend em base que eu nao sou cidadao Italiano e nem moro na Italia? quais seriam minhas chances, o contador e um aluno meu que me ajudaria sem me cobrar, conhecidoo meu trabalho ja é pois estive na cidade ano passado e dei aulas lá…

    Oque voce acha?

    Muito obrigado pela sua atencao
    Tenha uma boa semana

  4. Se a academia não é a sua única fonte de renda, se você vai ter ajuda de alguém que conhece bem a burocracia italiana a história começa a ficar mais interessante.

    Eu sugiro que você converse com esse amigo contador, prepare uma planilha onde você coloca todos os gastos previstos no primeiro ano baseando-se o máximo possível a realidade. Por exemplo: confira o preço do aluguel na cidade de um novo local ou pergunte para uma academia já existente quanto custaria simplesmente alugar uma das salas (provavelmente a coisa é mais prática para o início).

    Se você trabalhar de dia e à noite vai dar aulas, vai ter que pagar uma pessoa para o atendimento dos clientes? Quem vai dar informações sobre o curso, receber os pagamentos, eventualmente ajudar a divulgar o seu trabalho?

    Aliás, como você vai promover o seu trabalho? As pessoas da cidade já te conhecem e estão dispostas a pagar por um curso? Aliás, quanto você deve cobrar pelo curso para poder manter a atividade sem ter prejuízo? E quanto deve cobrar para ter lucro?

    Antes de partir para uma aventura, é sempre bom calcular todos os riscos. Informe-se sobre outros profissionais que oferecem cursos semelhantes na mesma cidade e em outras áreas da Italia. Como eles trabalham? O que você acha bacana no que oferecem? O que acha ruim?

    Quanto mais preparado você tiver, mais chance terá de ser bem sucedido. É lógico que o risco existe sempre, mas melhor evitá-lo, né?

    Um abraço,

    Barbara

Comments are closed.