Brasil ou Itália?

1

Olá.
Sou brasileira, moro em Sampa e meu marido é italiano.
Estamos tentando oportunidade de trabalho por aqui. Do mesmo jeito que é difícil para ele conseguir trabalho aqui seria pra mim na Itália. Somos jovens. Ele engenheiro e eu marketeira. Com qualificação e experiência de trabalho.
Brasil, não tão longe da situação européia, está se afundando numa crise de má adjinistraçao publica o que dificulta para brasileiros e quiçá a estrangeiros.
Tenho amigos italianos que moram aqui e todos tem dificildade em conseguir visto, emprego e inclusão em geral. Temo o mesmo para meu marido. Já conseguimos RNE mas emprego e condições, o nosso pais nao está ajudando.
A hora chegou para tomarmos uma decisão: vamos para a italia onde ele consegue emprego mais facil e eu tento oportunidades como profissional de mkt, professora etc, ou é melhor esfriamos a cabeça e ficar no Brasil que aqui, por ora seria melhor?
Quem tiver em situação parecida e quise compartilhar experiência, será muito bem recebida.
Barbara, gostaria tb da sua opinião.

Abs,
Heloisa

Comments

comments

1 RESPOSTA

  1. Oi Heloísa,
    A sua é uma pergunta difícil porque depende de uma série de variáveis que vai um pouco além do emprego em si, que mais cedo ou mais tarde um dos dois acaba arrumando. Vai para um estilo de vida, que de São Paulo para um cidade média italiana são completamente diferentes.
    Depende de qual dos dois se adapta mais fácil a novas situações. Depende se vocês vão querer ter filhos e, nesse caso, se o seu marido estiver desempregado como você vai fazer? Depende se vocês já tem apartamento em um dos dois países, depende de quem tem mais vontade de mudar para o país do outro. Depende das possibilidades: se não der certo em um país, o que está em jogo, dá para começar de novo no outro país?
    Obviamente no começo não será fácil para nenhum dos dois, e a relação pode abalar, precisa de muito amor para superarem juntos as dificuldades que podem aparecer pelo caminho. De qualquer modo, boa sorte!
    Abs
    Barbara

Comments are closed.